Programa de Pós-Graduação em Administração

Parceiros

Notícias

Diagnóstico e Intervenção e Organizações Públicas

Disciplina – Diagnóstico e Intervenção e Organizações Públicas

Mestrado Profissional em Administração

Carga Horária – 45h

 

O contexto normativo da Administração Pública; Dimensões analíticas de processos públicos (econômico-financeira, institucional-administrativa e sociopolítica); Especificidade da tomada de decisão e da ação no setor público; Métodos e técnicas para diagnóstico e intervenção em contextos organizacionais.

 

Bibliografia:

AVRITZER, L. Teoria democrática e deliberação pública. Lua Nova, São Paulo, n. 50, p. 25-46, 2000.

BEHN, R. D. O novo paradigma da gestão pública e a busca da accountability democrática. Revista do Serviço Público, Brasília, v.49, n.4, p.5-45, out./dez. 1998.

Bissell, B. Organizational assessment & diagnosis. International journal of organizational analysis, 16, ½, 7-17.[Online], 2008.

Cunill Grau, N e Bozzi, S. O. (Ed) Evaluación de resultados para una gestión pública moderna y democrática: experiencias latinoamericanas. Caracas, CLAD; AECI/MAP/FIIAPP, 2003.- 516 p.

Echebarria, K [et AL]. Responsabilización y evaluación de la gestión pública. Caracas: CLAD, AECI/MAP/FIIAPP, 2005.- 296 p.

Gatti B. A. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília: Liber, 2005. (Série Pesquisa em Educação).

HARMON, M. M.; MAYER, R. T. Teoría de la organización para la administración pública. México : Fondo de Cultura Económica, 1999.

MISOCZKY, M. C. A. Uma defesa da reflexão teórico crítica na pesquisa e prática da administração pública. In: ENCONTRO NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNANÇA, 1., 2004, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: ANPAD, 2004. 1 CD-ROM.

MORAES, Valéria Vieira De; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo; QUEIROGA, Fabiana. Construção e validação de medida para diagnóstico de competências relativas às funções de prefeito(a) e secretário(a) municipal. Revista de Administração Pública, v. 45, n. 5, p. 1445-1461, 2011.

SCHOMMER, P. C.; SANTOS, I. C. (Org.). Aprender se aprende aprendendo: construção de saberes na relação entre universidade e sociedade. Salvador: CIAGS/UFBA, EGBA, 2009.

TENÓRIO, F. G. Tem razão a administração? Ensaios de teoria organizacional. Ijuí: UNIJUÍ, 2008.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação.  São Paulo: Cortez, 2002.

Zali, M.R. The organizational diagnosis in a public company. The journal of executive management, 21, 2, 28-45, 2008.

Copyright 2018 - STI - Todos os direitos reservados